Somos Filiados
A Casa é do Trabalhador, e a questão é Nossa
Voltado ao risco iminente de acidente e doenças ocupacionais
Chapada dos Guimarães e Stº A. Leverger
Barão de Melgaço, Tangará da Serra, Rosário Oeste,
Cuiabá, Várzea Grande, Livramento, Poconé, Barra do Bugres,
Conheça as Cidades que atendemos:
Filie-se e venha conhecer todos os nossos benefícios para você
Visitante: 5000
A+
A-

O Imposto Sindical



por Oswaldo Augusto de Barros



Não é a primeira vez que tratamos do assunto, entretanto, na iminência do julgamento da inconstitucionalidade da Lei 13.467-2017, setores do empresariado vêm manifestar-se afirmando que isso é interferência do Judiciário nas ações do Legislativo, esquecendo-se que esse é o principal papel do STF – Supremo Tribunal Federal (veja AQUI). 

Não pense você trabalhador que os promotores de tal “coleta de apoio” não conhecem o texto legal. Estes apenas tentam jogar uma cortina de fumaça sobre a questão, mobilizando os desavisados ou os mau intencionados para prejudicar quem realmente está na luta de seus direitos, seu sindicato.

Já dissemos que, com a participação de 0,25% de seu salário mensal, você garante a luta de seu sindicato nas Campanhas Salariais e que TODOS os benefícios lá firmados com o Sindicato Patrona,l são conquistas do trabalho direto do seu sindicato em benefício de TODA a categoria. É o dinheiro de trabalhador em prol do própriotrabalhador. Ou será que sem a atuação do sindicato o patrão, bonzinho, vai garantir os benefícios existentes ou ampliá-las?

Temos hoje um Executivo e um Legislativo na busca do desequilíbrio entre o capital e o trabalho, fazendo com que pese sobre o trabalhador todo o custeio de seus abusos administrativos e total ausência de preocupação com a sociedade brasileira. A ausência de civismo é o principal marco de seus abusos. Eles visam seus interesses, em detrimento do bem social. Pobre Brasil rico.

Não existe fórmula mágica.

Para que uma entidade sindical possa cumprir com suas obrigações há necessidade de que os beneficiados contribuam ou abram mão das conquistas das Convenções Coletivas de Trabalho. Somente quando os desavisados tiverem que escutar o NÃO às suas reivindicações, darão valor ao trabalho Sindical.

Participe da vida de sua Entidade Sindical.




* Oswaldo Augusto de Barros é presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Educação e Cultura -  CNTEEC, entidade filiada à NCST
SINTRAICCCM
SINDICATO DOS TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE CUIABÁ E MUNICÍPIO
Av. Isaac Póvoas, Nº. 1191, Caixa Postal. 323 - Centro - Cuiabá - MT
(65) 3322-1202 / (65) 3623-2141
Desenvolvido pela Angel Sistemas