Somos Filiados
A Casa é do Trabalhador, e a questão é Nossa
Voltado ao risco iminente de acidente e doenças ocupacionais
Chapada dos Guimarães e Stº A. Leverger
Barão de Melgaço, Tangará da Serra, Rosário Oeste,
Cuiabá, Várzea Grande, Livramento, Poconé, Barra do Bugres,
Conheça as Cidades que atendemos:
Filie-se e venha conhecer todos os nossos benefícios para você
Visitante: 5000
A+
A-

71% rejeitam governo Temer; 50% acham que desemprego crescerá



Pesquisa Datafolha divulgada pela Folha de S.Paulo nesse domingo mostra que o governo do presidente Michel temer continua muito mal avaliado. De acordo com o instituto, 71% dos brasileiros consideram o governo ruim ou péssimo, 23% acham que é regular, 5% pensam que é ótimo ou bom e 1% não sabe.

O Datafolha ouviu 2.765 entrevistados entre 29 e 30 de novembro, em 192 cidades. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. Segundo a Folha, o nível de confiança da pesquisa, é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos percentuais, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

Segundo o jornal "Folha de S.Paulo", 50% dos entrevistados dizem acreditar que o desemprego vai aumentar; 26% deles acha que vai ficar como está; e 21% que vai diminuir. Já o poder de compra vai diminuir para 42% dos entrevistados; vai ficar como está para 34%; e vai aumentar para 19%.

Por conta da margem de erro, a rejeição ao presidente se manteve estável, num patamar muito baixo, desde a última sondagem, realizada em setembro. Na ocasião, 73% o consideravam ruim ou péssimo; 20% o consideravam regular; 5% bom ou ótimo; e 2% não souberam opinar.

O brasileiro também não anda otimista quanto aos rumos do país, o que mostra que o discurso irreal do governo, de que a economia está se recuperando, não anda colando na população. Segundo o jornal "Folha de S.Paulo", 50% dos entrevistados dizem acreditar que o desemprego vai aumentar; 26% deles acha que vai ficar como está; e 21% que vai diminuir.

Já o poder de compra vai diminuir, segundo 42% dos entrevistados; vai ficar como está para 34%; e vai aumentar para 19%.

Do Portal Vermelho, com agências

SINTRAICCCM
SINDICATO DOS TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE CUIABÁ E MUNICÍPIO
Av. Isaac Póvoas, Nº. 1191, Caixa Postal. 323 - Centro - Cuiabá - MT
(65) 3322-1202 / (65) 3623-2141
Desenvolvido pela Angel Sistemas